Como otimizar os custos do plano de saúde empresarial?

Como otimizar os custos do plano de saúde empresarial?
6 minutos para ler

Em todo o mundo, os custos dos planos de saúde vêm aumentando gradativamente nos últimos anos. Entre os fatores que explicam essa transição, está o surgimento de novas modalidades terapêuticas e diagnósticas — mais eficazes e mais custosas — assim como o crescimento das doenças crônicas. Esse dado ilustra como temos que intensificar a gestão financeira na área para otimizar os gastos com o plano de saúde empresarial.

Falando não somente de crescimento, mas de características gerais, vemos uma clara mudança no setor nos últimos anos. Já é corriqueiro ouvirmos falar, por exemplo, de “judicialização da medicina” — a utilização do poder judiciário para fins de saúde. Isso faz com que os gastos possam assumir um crescimento exponencial, e as empresas percam o controle desse investimento.

Daí a importância de saber como utilizar métodos para o controle de gastos com o plano de saúde empresarial. Como gestor de uma empresa, você pode adotar medidas simples e eficazes que podem trazer resultados a médio e longo prazo. Nesse artigo, falaremos de algumas delas. Pronto para saber mais? Continue lendo!

Invista na prevenção

No mundo todo, a Atenção Primária à Saúde (APS) vem ganhando destaque. Esse é um método de assistência que foca na prevenção e na avaliação longitudinal — ou seja, ao longo do tempo — dos pacientes. Ela tem ganhado essa relevância devido ao fato de que 80% dos problemas de saúde podem ser resolvidos a esse nível; além disso, nota-se que o uso da APS também pode ser feita para a redução de custos na rede de saúde.

Isso é perceptível pela adoção de planos privados, de modelos baseados na APS. Eles partem do princípio, já bem estabelecido, de que é mais barato prevenir do que tratar uma doença. Pegue, por exemplo, o diabetes: sua prevenção é relativamente simples, na maioria das vezes envolvendo mudança de hábitos de vida e a prática de exercícios físicos. O tratamento, por outro lado, pode passar por amputações, remédios de alto custo e até cirurgias abdominais.

Preocupe-se com a saúde mental

A saúde mental ocupa um espaço de pouca atenção das empresas. Ainda há um grande estigma de que as doenças psíquicas são problemas de menor relevância e, por isso, são deixadas de lado. Os dados, no entanto, dizem o contrário. Em alguns setores, doenças psíquicas já são uma das principais causas de afastamento do trabalho.

Estresse, ansiedade e depressão são as doenças mentais mais prevalentes. Eles afetam não apenas os afastamentos no trabalho, como também o uso do plano de saúde que abrange as especialidades visitadas. A má notícia é que vários desses fatores estão relacionados ao ambiente de trabalho; a boa notícia, é que, por essa razão, eles podem ser evitados.

Identificar os sintomas e conhecer os casos já diagnosticados é tarefa fundamental para evitar custos com o plano de saúde e perda tanto na produtividade quanto na rentabilidade da empresa. Estimular exercícios de comunicação efetiva e happy hours, assim como reduzir a sobrecarga excessiva, são boas práticas. Essas medidas não podem ser vistas apenas como uma decisão supérflua: elas auxiliam no controle de sintomas psíquicos e, consequentemente, impactam positivamente a saúde financeira da empresa. Por isso, observe ações nesse sentido como um investimento a longo prazo para atingir esses objetivos.

Não hesite em procurar ajuda

O ambiente empresarial é cheio de peculiaridades e desafios que aumentam a cada dia. É importante que você saiba que não é necessário conhecer tudo: existem profissionais especializados em mudança de comportamento para as empresas. Se você enfrenta problemas como heavy users no plano de saúde, que aumentam a sinistralidade, talvez procurar ajuda seja uma boa prática.

Damos o nome de coach para qualquer profissional que tenha como objetivo mudar a cultura de uma ou mais pessoas. No ambiente empresarial, esse é um recurso cada vez mais utilizado. Com ele, é possível realizar as modificações que mencionamos anteriormente e suavizar as contas do plano de saúde empresarial. Experimente!

Aumente o engajamento dos funcionários com a saúde

Como mencionamos, é mais fácil prevenir do que remediar. Isso é válido não somente para pacientes que ainda não têm doenças quanto para aqueles que já estão enfermos: acompanhar pacientes com doenças crônicas, por exemplo, promove a adesão ao médico fidelizado e a medicamentos e reduz o número de internações por instabilidade do quadro clínico. Por isso, o acompanhamento de todos os funcionários (e dependentes) deve ser estreito e eles devem ser constantemente estimulados a participar das ações de saúde promovidas pela empresa.

É fundamental que a empresa tenha um plano de comunicação bem estruturado e que seja aderente ao perfil de funcionários de cada empresa. Também é necessário contar com um recurso chamado “multicanalidade”: ele oferece os canais corretos, no tempo certo, para as pessoas que precisam. Isso facilita o contato do paciente — presumidamente leigo — com os profissionais de saúde: muitas vezes os canais de informação sobre saúde/doenças ou procedimentos da medicina são muito técnicos. Isso pode fazer com que o paciente fique desestimulado e que a adesão ao tratamento diminua.

Os profissionais da área de saúde também se beneficiam com uma tecnologia multicanal. Eles podem, de maneira personalizada e respeitando seus horários, estreitar os laços que têm com os pacientes. Isso aumenta a eficácia do tratamento, traz maior comodidade para ambos os lados e, claro, reduz os custos do sistema.

Planeje para otimizar custos

Otimizar custos de um plano de saúde empresarial não é uma tarefa fácil, nem tampouco de curto prazo. Ela exige um planejamento detalhado, profissionais capacitados e metas a curto, médio e longo prazo. A adoção de boas práticas de saúde — como estímulo à prática de exercícios físicos e cuidado com a saúde mental — pode ajudar. Por fim, manter uma assistência de qualidade que ofereça maiores possibilidades de engajamento dos pacientes é fundamental.

Se você está procurando otimizar os seus custos com saúde, a AxisMed é uma excelente solução para a sua empresa. Ela atua há mais de 18 anos no controle e redução dos custos de saúde nas organizações, por meio de soluções inovadoras e integradas, aliando evolução tecnológica à excelência clínica, com resultados consistentes. 

Se você quer otimizar os gastos no seu plano de saúde empresarial, entre em contato conosco! Ficaremos felizes em implementar estratégias e soluções de controle e redução de custos para a sua empresa.

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-